Ser síndico não é tarefa fácil, ainda mais para quem não é síndico profissional. O trabalho de cuidar das contas, fazer a manutenção do prédio e resolver conflitos entre moradores pode ser desgastante. Para facilitar essa atividade, é necessário otimizar a gestão financeira do condomínio.

Todo mundo conhece a importância de ter uma gestão financeira eficiente, mas poucos sabem como otimizá-la. Isso permite mais tranquilidade na hora de fazer a prestação de contas e fechar o fluxo de caixa, por exemplo. Além disso, economiza horas de trabalho, o que é essencial para quem tem a jornada dupla profissional e de administração do condomínio.

Quer saber como otimizar a sua gestão financeira? Neste post, separamos algumas dicas de como fazer isso. Continue a leitura!

Faça uma previsão orçamentária

Fazer a previsão orçamentária do condomínio pode custar tempo, mas ela traz vários benefícios para a gestão. Seguindo a previsão de gastos, fica mais fácil tomar decisões de serviços a serem feitos e evitar que as contas fiquem no vermelho. Pode parecer ser um trabalho oneroso, mas lidar com um déficit é pior.

Com uma previsão orçamentária, fica mais fácil detectar aumentos nas contas e, com isso, tomar providências para resolver a questão. Por exemplo: se a conta de luz está aumentando a cada mês, pode ser a hora de promover uma campanha pela economia e pelo uso consciente da energia elétrica.

No entanto, não basta apenas fazer a previsão orçamentária, é preciso segui-la à risca. O erro de muitos síndicos é deixar a previsão de lado ao longo do tempo.

Organize os documentos

Organização é a chave para a gestão financeira. Mantenha todos os documentos do condomínio separados e organizados por tipos: contratos, contas pagas e a pagar, recibos de pagamentos, registro de reclamações, atas de assembleias, entre outros. Isso ajuda (e muito) na hora de procurar por um documento específico ou fazer a prestação de contas.

A melhor forma de organizar os documentos é aquela que você consegue manter com o tempo. Pode ser feita uma separação por pastas e arquivos ou você pode criar uma ordenação de acordo com o ritmo de trabalho da administração.

Controle a inadimplência

A inadimplência é um grande problema para a gestão. A falta de pagamento impacta diretamente nas contas, trazendo déficits e prejuízos ao bom funcionamento. Em tempos de crise, a tendência é que ela aumente. Por isso, é importante estar atento e buscar formas de recuperar os valores devidos.

Para entender melhor como a inadimplência afeta a gestão, vamos ver o exemplo do Edifício Amarelo. Com a crise, 15% das unidades estavam em débito com o condomínio. Com isso, o síndico precisava fazer retiradas mensais do fundo de reserva para manter as contas em dia e ele ainda não conseguia programar nenhum tipo de conserto ou manutenção preventiva pela falta de caixa.

Por isso, é importante ter um controle e tentar resolver o problema logo que ele se manifeste.

Integre os processos

Usar um software de gestão é uma excelente forma de otimizar a gestão financeira do condomínio. Ele integra vários processos, facilitando a atividade, economizando tempo e melhorando a comunicação.

No Edifício Amarelo, uma das formas de controlar a inadimplência e resolver o problema foi com o uso de um software. O síndico passou a ter mais controle e ser mais eficiente na cobrança.

O software ByDoor é um excelente aliado. Ele oferece uma gestão transparente e descomplicada, trazendo benefícios para o síndico e para os moradores.

Com essas dicas, ficou mais fácil otimizar a gestão financeira do condomínio. Colocando-as em prática, você vai poder aproveitar os benefícios que uma gestão otimizada pode trazer, tanto para uma administração mais saudável quanto para a vida de síndico.

Agora que você já sabe como um software pode ajudar na gestão do condomínio, entre em contato conosco e conheça a nossa solução!