Administrar um condomínio não é uma tarefa fácil. Afinal, são muitos desafios e contratempos, especialmente quando falamos das contas de luz, água, manutenção predial, salários de funcionários, etc. Mas calma, nem tudo está perdido!

Neste post listamos ações que síndicos podem e devem tomar para facilitar a gestão de condomínios, como o combate ao desperdício, à inadimplência e o engajamento de condôminos na redução dos gastos. Tudo para que o seu condomínio consiga sair do vermelho e manter serviços de qualidade para seus moradores. Curioso? Então continue lendo!

Organize as contas

O primeiro passo para resolver um problema é conseguir dimensioná-lo. Isso só será possível se todas as suas contas estiverem bem organizadas para, assim, serem melhor analisadas. Consultando as últimas faturas, confira o gasto médio em cada área, crie um calendário com as dadas de vencimento, identifique contas em atraso e seus respectivos juros e multas.

Isso é importante para que você tenha um quadro claro do tamanho do problema e comece a planejar ações efetivas para resolvê-lo.

Faça um orçamento

Agora que você já sabe quantas contas e quais os tamanhos destas, é importante que você crie um orçamento semestral ou anual. Assim, você é capaz de prever os gastos dos próximos meses, ao mesmo tempo que estima em quanto tempo você será capaz de quitar as dívidas do condomínio.

Esse controle é importante, também, para detectar crescimentos não previstos nos gastos — como um aumento expressivo da conta de luz em um mês, por exemplo, e combater esse tipo de problema.

Envolva os condôminos

A gestão de condomínios é de responsabilidade dos síndicos, mas todos os condôminos também têm o dever de ajudar a aliviar as contas, afinal, as contas prediais pesam no bolso de todos. Por isso, estimule ações simples, como o combate ao desperdício e o uso racional dos recursos e serviços do prédio.

Lembre os condôminos por meio de reuniões, circulares e até mesmo com conversas mais diretas nos corredores ou elevadores.

Combata a inadimplência

A inadimplência é, sem dúvida, a maior vilã dos condomínios. Em tempos de crise, há sempre o perigo do problema aumentar. Para combatê-lo, é preciso muita conversa com inadimplentes, negociações, ofertas de descontos para a quitação de grandes dívidas e, se necessário, ações judiciais para a solução do problema.

O importante é não adiar a abordagem ao inadimplente, afinal, também faz parte das atribuições do síndico a mediação e a resolução de conflitos.

Amplie a gama de fornecedores

O primeiro passo para a economia é a pesquisa. Por isso, antes de contratar qualquer tipo de serviço, seja para a manutenção dos elevadores ou para a limpeza predial, conheça pelo menos três fornecedores diferentes. Peça os orçamentos de forma impressa ou eletrônica, compartilhe essa informação com os condôminos e opte, claro, pelo melhor custo-benefício.

Hoje em dia existem dezenas de empresas especializadas em prestar serviços para condomínios e essa concorrência é ótima para a redução de preços. Não hesite em conhecer bem todas as suas alternativas, e claro, solicite descontos ou facilidade no pagamento.

Você gostou das nossas dicas sobre gestão de condomínios? Acompanhe nossas redes sociais e receba mais informações para facilitar o seu trabalho de síndico!